Deputado propõe Frente Parlamentar de Apoio à Agricultura Familiar



A criação de uma Frente Parlamentar em Defesa do Fortalecimento da Agricultura Familiar no Pará foi proposta pelo deputado estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). O objetivo é fortalecer as atividades desenvolvidas pelo produtor familiar, possibilitando uma maior integração com a cadeia de agronegócios, garantindo aumento da renda dos produtores.

A Frente Parlamentar também vai realizar estudos, promover debates e propor medidas no sentido de sensibilizar a sociedade para a necessidade de maiores investimentos na agricultura familiar, importante geradora de empregos no campo e responsável por grande parte da produção de alimentos que abastece o mercado interno.

Para o deputado Carlos Bordalo, a criação desta Frente Parlamentar é essencial para o fortalecimento das atividades desenvolvidas pelo agricultor familiar. “É muito importante integrar esse pequeno produtor rural à cadeia de agronegócios, pois vai trazer benefícios como aumento da renda e do valor do produto. Um outro ponto é a valorização do produtor rural e a profissionalização dos produtores familiares”, ressalta.

A agricultura familiar se caracteriza pela produção agropecuária realizada por pequenos produtores em que o sistema agropecuário é mantido pelo núcleo familiar e, no máximo, por alguns poucos funcionários assalariados. Essa prática diz respeito a pequenas propriedades rurais. 

De acordo com os dados do novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), a agricultura familiar tem capacidade para colaborar na erradicação da fome mundial e alcançar a segurança alimentar sustentável. No Brasil, representa 84% de todas as propriedades rurais e emprega pelo menos cinco milhões de famílias. O documento da ONU confirma estes dados ao mencionar que a agricultura familiar produz cerca de 80% dos alimentos consumidos e preserva 75% dos recursos agrícolas do planeta. No Brasil, a agricultura familiar é responsável pela maioria dos produtos que chegam à mesa da população. 

Segundo a ONU, apesar da importância da agricultura familiar para o desenvolvimento do país, diversos agricultores familiares vivem em situação de pobreza e de insegurança alimentar. Para modificar esse cenário, a entidade recomenda maiores investimentos, especialmente em inovação, por meio de novas ideias, tecnologias e processos.

Comentários

Anônimo disse…
Legal