Belém faz caminhada pela vida e pela paz



A Comissão Justiça e Paz, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realiza neste domingo (11) a II Caminhada pela Vida e pela Paz, em parceria com a Diretoria do Círio e o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (Pará/Amapá). A concentração será às 8h, na Avenida Assis de Vasconcelos, ao lado do Theatro da Paz, com saída às 8h30, até a Basílica de Nazaré, no CAN. 

Segundo Anselmo Costa, coordenador da Romaria das Crianças, o objetivo da caminhada é chamar a atenção da sociedade para o grave problema da violência contra crianças e adolescentes no Pará. De acordo com o Atlas da Violência 2017, divulgado esta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), quatro cidades do Estado estão entre as 20 mais violentas do Brasil, sendo que Altamira está em primeiro lugar no ranking nacional. As outras cidades paraenses são: Parauapebas (11º), Marabá (13º) e Belém (20º). Na capital paraense, em 2016, houve um aumento de 21,8% nos homicídios em relação a 2015, com 157 ocorrências a mais. A recente chacina ocorrida no bairro da Condor atingiu duas crianças, com quatro e cinco anos de idade, que foram baleadas na cabeça e nos pés.  

“Essa violência atinge também as crianças e os adolescentes, atingidas pelo desgaste das famílias e pela evasão escolar, entre outros problemas”, diz Anselmo Costa, explicando que a caminhada tem um caráter prioritariamente religioso, mas está aberta a entidades civis que queiram se unir à causa. Este é o segundo ano da caminhada. No ano passado, o tema foi a erradicação do trabalho infantil.


Comentários