Bordalo classifica ataque terrorista na França como “ato covarde e repugnante”


O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Carlos Bordalo (PT), classificou, nesta quarta-feira (08), o ato terrorista contra o jornal satírico francês ‘Charlie Hebdo’ como um ato “covarde e repugnante”.

 “Seja de qualquer origem, o terrorismo é odioso. Toda execução do ser humano, sem direito à defesa, é repugnante. Uma barbárie injustificável. A humanidade está de luto”, se indignou Bordalo.

Para o parlamentar, um ato intolerante e uma clara tentativa de cercear a liberdade de imprensa e de expressão no mundo. “Deixo minha solidariedade às famílias dos jornalistas e cartunistas mortos durante o ataque”.

Nesta quarta-feira, 08, a sede do jornal semanal francês Charlie Hebdo, em Paris, foi alvo de um ataque que deixou ao menos 12 mortos e quatro pessoas seriamente feridas. A razão do ataque e sua autoria ainda são desconhecidas. 

Comentários