Bancada do PT condecora Marco Apolo com a comenda “Paulo Frota” de Direitos Humanos

A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) condecorou com a Comenda “Paulo Frota” de Direitos Humanos o presidente da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), Marco Apolo Leão, no ato, representado pela esposa Dalva Sampaio. A homenagem aconteceu na manhã desta quinta-feira (11), durante sessão solene alusiva ao aniversário de 66 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, na sede da Alepa, em Belém.

Conduzida pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, deputado Carlos Bordalo, estiveram presentes à mesa de abertura os deputados Márcio Miranda, presidente da Alepa, Sidney Rosa, Nilma Lima, Tetê Santos, Zé Francisco e Raimundo Santos, além do coordenador-geral do “Ação Metrópole”, o arquiteto César Meira.

Na ocasião, Bordalo pronunciou-se sobre os 66 anos da declaração Universal dos Direitos Humanos e fez um balanço das ações da Comissão de Direitos Humanos da Alepa ao longo dos últimos quatro anos. (Leia na íntegra os documentos nos post abaixo)

Repúdio
Bordalo repudiou, ainda, o fato ocorrido esta semana na Câmara dos Deputados, em Brasília, em que o deputado Jair Bolsonaro ofendeu a deputada Maria do Rosário. Ele teria dito a ela, em discurso, durante sessão na Câmara, “que só não a estupraria porque ela não merecia”. “É inaceitável que um parlamentar possa alimentar crimes tão graves e hediondos como o estupro contra uma mulher nos dias de hoje”, criticou o deputado.

“Paulo Frota’
A Comenda “Paulo Frota’ foi instituída pelo Poder Legislativo a pedido da Comissão de Direitos Humanos da Casa a fim de reconhecer o trabalho de personalidades que tenham se destacado em defesa dos direitos humanos no estado do Pará.

Paulo Frota foi juiz da Vara da Infância e da Juventude em Belém, falecido precocemente em 1991, aos 52 anos, incansável na luta pela garantia dos direitos da criança e do adolescente. 


Deputados em reverência ao Hino Nacional na abertura da solenidade


Bordalo em pronunciamento sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos

Esposa do homenageado recebe condecoração dos deputados Miranda e Bordalo


Dalva Sampaio representando o marido  homenageado

Comentários