Mais de 2,8 milhões de famílias abriram mão do Bolsa Família


O sucesso do programa Bolsa Família não é medido apenas pelos elogios de organismos internacionais ou pelos índices de redução da extrema pobreza. Dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) mostram que cada vez mais famílias mudam de vida e tornam-se capazes de prover o próprio sustento.

Desde 2003, quando o programa foi criado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mais de 2,8 milhões de famílias, que antes eram beneficiadas, abriram mão de receber o benefício. Seja por meio do desligamento voluntário, seja porque optaram por não se recadastrarem.

Campanha de recadastramento – O governo federal realiza, até o dia 12 de dezembro, o recadastramento de famílias que recebem o Bolsa Família. Para a fase de 2014, 1,2 milhão foram selecionadas e receberam os avisos no extrato de pagamento do programa. Até outubro, 674,1 mil já haviam passado pelos postos de atualização cadastral, em todo o país.


É por meio dessa conferência de dados que o governo faz parte do controle necessário para evitar fraudes, desvios e evita pagamentos a famílias que não mais se enquadram no perfil de beneficiários.

Para manter o cadastro ativo é preciso informar ao órgão competente em cada município qualquer mudança no endereço residencial, na localização da escola dos filhos ou na composição da família. É necessário ainda comprovar a renda e a frequência escolar dos filhos.


Fonte: Agência PT http://migre.me/mTQIh

Comentários