“Dinheirinho”: Documento que pede abertura de CPI para investigar Izabela Jatene já conta com 12 assinaturas


Falta pouco para que o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possível tráfico de influência na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefa) seja protocolado junto à mesa diretora da Assembleia Legislativa do Estado - Alepa. Nesta terça-feira, 07, mais três deputados petistas assinaram o requerimento que pede a instalação da CPI: Milton Zimmer, Edilson Moura e Aírton Faleiro. São necessários, no mínimo, 14 assinaturas.

Escândalo

No último dia 21 de setembro, o jornal Diário do Pará revelou, em matéria de capa, o diálogo escandaloso envolvendo a filha do governador Simão Jatene (PSDB), Izabela Jatene, e o subsecretário da Sefa, Nilo Noronha. Na conversa feita por telefone e autorizada pela justiça, Izabela pede a Nilo a lista das 300 maiores empresas do estado, no intuito de “recolher esse dinheirinho deles”.

De acordo com Bordalo, a instalação da CPI é necessária para, além de esclarecer o contribuinte paraense, dá segurança as empresas de que seu sigilo fiscal não será revelado pelo estado.

“Não vejo problema em um programa como Pro-Paz receber ajuda, porém, isto tem que ser feito com transparência. Não podemos viver com essa dúvida. Precisamos saber se esse tal “dinheirinho” realmente foi recolhido, qual o valor e quais empresas contribuíram”, indagou o parlamentar

Intimidação

Bordalo revelou que, semana passada, teve o seu comitê eleitoral, na João Paulo II, “vigiado” por três viaturas policiais e que, de acordo com informações de um amigo policial, o seu celular corporativo estaria sendo grampeado.

“Ninguém vai me fazer recuar...Não adianta esse tipo de intimidação. É meu dever como parlamentar fiscalizar o Executivo. O fisco paraense não pode ser utilizado como tráfico de influência para fins obscuros. Quem não deve, não teme”, disparou Bordalo.

Abaixo, lista dos deputados que já assinaram o requerimento para instalação da CPI:


1- Airton Faleiro (PT)
2- Bernadete Ten Caten (PT)
3- Valdir Ganzer (PT)
4- Zé Maria (PT)
5- Edilson Moura (PT)
6- Milton Zimmer (PT)
7- Bordalo (PT)
8- Edmilson Rodrigues (Psol)
9- Nélio Aguiar (Dem)
10- Chico da Pesca (Pros)
11- Chicão (PMDB)
12- Simone Morgado

Comentários