Dilma compara governos do PT e acua Aécio na Record


No penúltimo debate, na noite deste domingo (19), na Rede Record, a presidenta Dilma Rousseff  fez uma comparação do alto índice de desemprego no penúltimo ano do governo tucano com a geração e empregos nos governos do PT. “Vocês (PSDB) conseguiram um recorde nacional e internacional de 11,5 milhões de trabalhadores desempregados no Brasil. Só perdia para Índia”, disse.

Ela lembrou  também a declaração de Aécio Neves, que estaria pronto para tomar medidas impopulares, e da sua atuação enquanto deputado para tirar leis trabalhistas. “Em 2001 o desemprego estava extremamente elevado no Brasil. Naquela época, o PL 5873 que trocava os direitos consolidados na CLT por um simples acordo foi colocado na pauta”, disse, ao lembrar que seu governo tem as menores taxas de desemprego da história, com a criação empregos formais.

Dilma se perguntou como a mesma equipe econômica que promoveu recessão, vai poder oferecer algo diferente ao brasileiro. “O cozinheiro é o mesmo, Armínio Fraga. Receita é mesma, a recessão, recessão, recessão. E o resultado é o mesmo, desemprego arrocho e alta taxa de juros. A quem serve isso? Ao povo que não é”.

Escolas Técnicas -o presidente nacional do partido, Rui Falcão, disse que Dilma se destacou principalmente ao falar sobre as escolas técnicas. Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, foram construídas apenas 11 unidades, enquanto Lula e Dilma totalizaram 420. “Eles proibiram escolas técnicas e nós fizemos. Isso ficou bem claro”, disse Rui.

O ministro da Casa Civil, Aloízio Mercadante, avaliou que Aécio Neves teve dificuldades em aceitar as comparações entre o governo petista e o dos tucanos. “Eles deixaram o país quebrado, com 11,4 milhões de desempregados, com uma inflação de 12,5% e nós recuperamos esse País”, justificou.

Para Mercadante, o debate foi qualificado, por focar nas diferenças de propostas dos dois candidatos. Essa conduta, em sua avaliação, é favorável à Dilma. “Quanto mais se discutir, mais a gente cresce. Se permitir debater a fundo o que era o Brasil no tempo deles, comparado com o nosso e o que foi a gestão dele como governador, as pessoas entenderão porque Aécio perdeu em Minas”, acrescentou.

Para o coordenador da campanha da presidenta, Miguel Rossetto,  o ponto alto de Dilma nesse debate foi sua consistência. “Por demonstrar capacidade a partir de suas realizações, ela se mostra uma presidenta segura, sólida e preparada para continuar essa grande agenda de desenvolvimento que o Brasil está vivendo”, disse.

Fonte: Agência PT de notícias

Comentários