Bordalo garante operação de cooperativa de transportes no trecho entre Santa Izabel e Belém


Decisão da Arcon, a apedido da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Alepa, presidida pelo deputado Carlos Bordalo (PT), atende a uma reivindicação antiga dos moradores izabelenses

Transporte precário, ônibus lotados e falta de respeito com os passageiros eram algumas das principais reclamações de trabalhadores, trabalhadoras e estudantes que moram no município de Santa Izabel, no nordeste paraense, e que precisam se deslocar diariamente para Belém.

A pauta de reivindicações pedindo a melhoria no transporte público intermunicipal de Santa Izabel chegou nas mãos do deputado Carlos Bordalo (PT), no início deste ano.

Tão logo soube das dificuldades enfrentadas pela população, Bordalo decidiu organizar audiência pública, atendendo requerimento da Câmara municipal de Santa Izabel. O evento contou com a presença do vereador Josivaldo Lima, dos movimentos sociais, e dos principais órgãos responsáveis por atender essa demanda.

Para isso, foram convocados a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (Arcon), o Ministério Público Estadual, autoridades municipais, empresários e representantes de organizações populares.

A firme atuação do deputado Bordalo agilizou o processo e, em breve, a população do município de Santa Izabel do Pará, estimada em cerca de 61 mil habitantes, terá uma nova alternativa de transporte para Belém, o que vai proporcionar uma melhor qualidade de vida aos moradores e moradoras do município.


A empresa responsável para operar no trecho Santa Izabel-Belém-Santa-Izabel será a Cooperativa de Transporte Rodoviário de Passageiro e Fretamento - Coopersati, que já recebeu autorização da Arcon para exploração da linha complementar.

Comentários