Sempre em defesa dos Diretos Humanos!

Fiel ao compromisso da defesa dos Direitos Humanos, o deputado Bordalo (PT) foi o autor do requerimento que criou, em 2008, a CPI que investigou a exploração sexual de crianças e adolescentes. Motivada por denúncias de abuso sexual no Marajó, a CPI apresentou, dois anos depois, um relatório que apontou cerca de 100 mil casos de violência sexual contra crianças e adolescentes no Pará. A Comissão investigou 148 denúncias, obteve 173 depoimentos, visitou 47 municípios, e solicitou 26 prisões - das quais, 6 foram consentidas imediatamente. Já em 2014, o deputado Bordalo foi convidado para colaborar com as discussões e os trabalhos da CPI da Pedofilia da Câmara dos Deputados. O convite foi feito pela Presidenta da Comissão, deputada federal Erika Kokay (PT/DF).

Comentários