Manobra tucana empurra reunião da CPI do Detran para o dia 21 de agosto



Sem dar quaisquer satisfação aos seus pares e membros da CPI do Detran na Alepa, o deputado estadual e presidente da CPI,  Ítalo Mácola (PSDB), adiou o andamento dos trabalhos somente para o dia 21 de agosto, sem dar nenhuma justificativa crível, numa clara demonstração de desinteresse e de que a investigação seja prejudicada e caia no esquecimento. 
 
Somente por meio da imprensa foi possível saber desta decisão arbitrária e que só engessa as investigações da CPI.


Vale lembrar que a Comissão foi instalada no último dia 22 de maio, na Assembleia Legislativa do Estado, para investigar supostas fraudes no órgão, e até agora só tiveram duas reuniões de trabalhos.


Não podemos deixar a sociedade a ver navios e que o partido acoberte falcatruas tão graves no Detran. O povo pede por explicações contundentes sobre as supostas fraudes envolvendo o órgão. Adiar a reunião por três semanas é uma tentativa de abafar o caso e uma afronta ao estado democrático de direito. É inadmissível ficar três semanas sem fazer nada.


Se decisões como estas ainda se repetirem, o partido pedirá para se retirar da CPI. Não é justo que compactuemos com este tipo de decisões.


Comentários