Cacá Carvalho manifesta apoio aos artistas paraenses


Do Blog do gerson

Com todo respeito.”Cacá Carvalho“Ao Sr. Governador e Artistas do Pará TODO!
Eu, Cacá Carvalho, artista paraense, não poderia deixar de dizer junto daqueles artistas que como eu, sentem-se destratados, CHEGA!
Digo sem ódio, sem rancor. Digo por amor. Digo quase cansado.
CHEGA de não vermos uma política de formação CULTURAL para uma geração futura, com o mesmo amor que se sente por um filho. Não se pensa na qualidade do futuro.
CHEGA de não termos espaços para o exercício da profissão que escolhemos: pintores sem galerias Pará afora, fotógrafos idem, bailarinos, quadrilheiros, atores, bibliotecas para nossas pesquisas, os nossos autores precisam ser lidos, queremos circulação de mestres formadores por navios estradas e riscando o céu com aviões levando formação.
É pelo futuro que falo. É pelo presente que grito.
CHEGA que em uma metrópole como Belém, com milhões de habitantes, o número de espaços para o exercício de nossas profissões não tenha aumentado, da parte do poder público, NADA. E pelo interior? Quantos teatros temos? Quantas galerias? Quantas ações de fomento à formação?
Não posso falar de suspeitas com verbas, não é este o objeto deste meu pronunciamento. Eu falo de AÇÃO CULTURAL CONTÍNUA.
Para mim, existem dois tipos de Cultura que um homem, um artista precisa desenvolver. Uma, que chamo de Cultura Passiva, onde ele recebe informações de diversos meios, que agirão nele em um tempo que não se mede cronologicamente, e eis que um dia vira Cultura Ativa. Sai do homem, pois transformou-se, é algo que precisa se expressar. Muda a linguagem, a QUALIDADE da pessoa, do homem, do artista. Todos nós precisamos disso, senhor Governador. E é papel do Estado fomentar, com um plano estruturado, humanista, a formação e qualificação do nosso futuro.
Eu não penso em Cultura paraense, ou baiana, ou gaúcha. A origem, é impressão digital, já está dentro de nós, está viva, para misturar-se com outras informações, outros olhares, com os horizontes que precisam ser alargados.
E nós temos MUITA GENTE BOA AÍ. Viva! Ativa! Temos também tanta gente que já está indo sem ter tido oportunidade de nada. E temos uma juventude espalhada pelos rios e grandes cidades. Por favor, tirem essa neblina de seus olhos. Estamos atolados num loft cultural que não dialoga, não age.
Na Cultura vive tudo! Uma maniçoba de riquezas culturais, que ferve em todos nós, cidadãos. Tudo misturado, desde antes de todos nós… desde nossos antepassados de Mundo.
Queremos Cultura, TODOS! Cultura é plural. Tem que ter lugar decente para apresentações, e fomento para tudo e todos. É Cultura, até ter fome de Cultura.
Então CHEGA de tratar não sómente nós artistas, mas, o POVO como merecedores de uma Cultura de baixo nível, desqualificada. Gestão parcial. Pois isso é vergonhoso. 
Eu não tenho partido nenhum. Não me interesso por isso.
Eu falo com muita indignação sim. Mas muito amor, pelo meu início, pelo garoto que está tocando uma flautinha em Moju, por um rapaz que tem vontade de desenhar, uma garota que quer dançar ou um homem escrever. E me vejo, indo, sem ver isso florescer. Eu não escolhi viver de Teatro… Eu escolhi Morrer de Teatro, de Cultura.
Pela Cultura morremos, nós artistas, todos os dias. Morremos, mas renascemos dentro de cada um que leva nosso trabalho na alma. Um pedaço do nosso fazer.
Thomas Mann dizia que só a Beleza salvará o mundo. Eu acredito nisso. 
Conte comigo, para ajudar, mas, quando as portas se abrirem. Pois com esta Cultura aí, uma possível colaboração minha ou de tantos outros que pensamos como Homens de Cultura, é impossível. As portas da Cultura no Pará, estão fechadas com chaves enferrujadas.

Fonte: http://blogdogersonnogueira.wordpress.com/2013/08/08/caca-carvalho-manifesta-apoio-aos-artistas-paraenses/

Comentários