Deputado Bordalo participa de debate sobre conjuntura estadual


Nesta terça-feira (16.07), a convite da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura no Pará, o deputado Carlos Bordalo (PT) participou, em Belém, de uma mesa de análise de conjuntura aos coordenadores (as) regionais. 

A presença efetiva dos dirigentes sindicais marcou a importância da organização dos trabalhadores. O debate contou com a presença de Deassis, presidente da Fetagri; Carlos Augusto, coordenador regional da Contag, e Carmem Foro, vice-Presidente da CUT.

No componente econômico o mundo ainda continua desigual, e o marco do capitalismo é a concentração da riqueza nas mãos de poucos, sem distribuição da renda. Entretanto no Brasil gradativamente essa lógica perversa tem sido invertida. 

A produção da agricultura familiar tem garantido na mesa dos brasileiros cerca de 70 % do que é produzido no campo. Isso significa muito, e por isso é importante garantir investimento nesta área estratégica para o desenvolvimento social e econômico. Isto é o resultado de 10 anos de investimentos do Governo Lula e Dilma (PT).

A disputa de mercado tem que fazer parte da estratégia do movimento sindical, cada vez mais disputando fatias importantes do mercado nacional para fortalecer não só a produção, mas a comercialização.  Organizando desta forma os trabalhadores e trabalhadoras rurais em escalas diferenciadas para enfrentar o monopólio e a centralização da indústria de alimentos. A luta econômica é a luta por democracia, ressignificação para vida da população de baixa renda, e dos mais pobres.

Portanto, o segundo semestre de 2013 será de intensa mobilização para os trabalhadores (as), pautando o governo do Estado e prefeituras sobre os investimentos na agricultura familiar. Pois, falar em agricultura é falar em assistência técnica, estradas pavimentadas para escoar a produção, é saúde do trabalhador no campo, é aplicação dos recursos da educação nos municípios, é regularização fundiária, é garantia de acesso, é mecanização da produção, é distribuição de sementes e acesso das mulheres e juventude as políticas públicas cidadania, é respeito aos aposentados rurais, é sustentabilidade socioambiental.


Comentários