Mortes de bebês na Santa Casa de Misericórdia do Pará



Mais uma vez o estado do Pará é surpreendido com a mortandade de bebês na Santa Casa de Misericórdia. Nos últimos 12 dias, 25 mortes de recém-nascidos foram confirmadas, segundo o Sindicato dos Médicos do Pará. 

Ainda lembro do estardalhaço, inclusive com Comissões do Congresso Nacional em 2008, quando houve um surto parecido na maternidade, onde num período de 45 dias, teve pouco mais de 40 mortes de bebês. Ambos os episódios merecem nosso repúdio. 

Devemos encarar com tristeza esse fato, porque se trata de vidas humanas perdidas precocemente e, portanto, merece uma atitude definitiva. CHEGA DE TANTAS MORTES NA SANTA CASA!

No episódio em 2008, Ana Júlia, à época governadora do estado, respondeu o caso com medidas firmes e respostas estruturantes, inclusive iniciando e deixando em andamento o novo Hospital da Santa Casa de Misericórdia do Pará. Porém, passados dois anos, cinco meses e quinze dias, o governo que se instalou em janeiro de 2011 não foi capaz de solucionar o problema -- e pior! -- fez regredir o padrão que recebeu em 2010. CHEGA DE TANTAS MORTES NA SANTA CASA!

Comentários