Solução sobre impasse de terras na fazenda Balalaica avança no MPF-PA


O procurador da República no Pará Felício Pontes Jr. recebeu no último dia 11/06, na sede do Ministério Público Federal (MPF-PA), em Belém, o deputado Carlos Bordalo (PT), juntamente com as lideranças comunitárias das terras de ocupação da fazenda Balalaica do município de Ipixuna do Pará. A reunião teve como intuito tratar do impasse territorial do loteamento que está sob análise de falsidade. 


Atualmente a área que compreende a fazenda Balalaica possui assentadas 480 famílias, divididas em mais de cinco associações, onde a principal atividade econômica é a produção de farinha de mandioca.


Durante a audiência, o deputado Carlos Bordalo explicou a Felício Pontes Jr. que, como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alepa, acompanhou de perto o problema dos moradores da região e inclusive observou intensa extração de madeira no local. Ele entregou um relatório com os principais pontos da visita ao procurador e disse ainda que considerou de extrema importância a entrada no MPF-PA no caso.


“Para o MPF a terra já é pública, cabe agora ao Instituto de Terras do Pará (Iterpa) arrecadar a área. Os donos da fazenda não podem mais reivindicar ela de vocês. Isso é fato”, ressaltou Felício Pontes Jr. 


Foi sugerido pelos participantes que a Fundação Nacional do Índio (Funai) faça o cruzamento dos dados locais com os já existentes, como forma de atualizar as informações e revalidar as terras indígenas.


“Chega de sofrimento. Devido a esse impasse estamos perdendo investimentos em saúde, educação, e isso já basta, queremos mais qualidade de vida”, reivindicou Raimundo Francelino Batista, 77 anos, líder comunitária da Associação “Nova Esperança” de Ipixuna do Pará.

Comentários