quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Apresentei emenda para garantir salário e carreira aos delegados de polícia. Compromisso com a segurança!

Relator do Orçamento/2013 na Alepa- Assembleia Legislativa do Pará começa a  apreciar emendas de parlamentares. Número de emendas apresentadas pela base do governo ao Orçamento Geral do Estado chamaram atenção pelo volume, quantidade de emendas. Normalmente é a oposição que se utiliza deste expediente.  No meu entender, ou se trata de pressão sobre o governo ou barganha com a oposição. Vamos acompanhar bem de perto!

Apresentei emenda junto com o líder do PSDB, deputado José Megale para atendimento da carreira jurídica dos Delegados de Polícia! A emenda Bordalo/Megale visa atender demanda histórica de Delegados e Delegadas pelo reconhecimento da carreira jurídica.

E só pra relembrar, Emenda Constitucional de minha autoria no final da legislatura passada, recuperou a Carreira Jurídica de Delegados e Delegadas no Pará!

Clique aqui para ler post no meu blog em 24 de maio/2012 para acompanhar toda a luta e meu compromisso com a segurança;

 Destaco também duas notícias do Diário do Pará de hoje: a saudação e reconhecimento da bancada do Pará ao companheiro Paulo Rocha e o compromisso do governo federal, governo Dilma, do PT, com a saúde em Belém, Ananindeua. Ministro Padilha vai se reunir agora em novembro com os prefeitos eleitos, ambos do PSDB.


Muito bom dia e já na sessão ordinária da Alepa! 


Paulo Rocha é saudado pela bancada do Pará

Paulo Rocha é saudado pela bancada do Pará  (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
A reunião da Bancada Federal do Pará ontem na Câmara dos Deputados foi quase um ato de desagravo ao ex-deputado Paulo Rocha (PT). Feliz e muito emocionado, Rocha participou do encontro com os parlamentares paraenses e foi saudado pelos colegas, que deram as boas vindas ao ex-parlamentar, que já foi coordenador do grupo. É a primeira aparição pública de Paulo Rocha desde sua absolvição na Ação Penal 470, que ficou conhecida como processo do “mensalão”.
Visivelmente emocionado, o deputado falou que se sente “aliviado” e que pretende reconstruir sua vida política. Paulo Rocha foi saudado na mesa de reuniões pelo coordenador da bancada, senador Flexa Ribeiro (PSDB), que fez uma homenagem emocionada ao colega. Ele lembrou a trajetória política de Rocha desde a época de militância no sindicato e de como ele se tornou uma das principais lideranças políticas do Pará. “Independentemente de partido nós do Pará somos uma bancada unida e lutamos pelos interesses do Estado e reconhecemos em você Paulo, um dos mais aguerridos em Brasília na luta por mais recursos e por melhorias para nosso Estado”,lembrou Flexa.
O senador aproveitou para brincar com o colega. Segundo ele, o problema agora é que eles se tornam “concorrentes” novamente nas próximas eleições. Ele aproveitou para oferecer ao petista ficha de filiação ao PSDB.
O ex-deputado evitou falar sobre o processo que enfrentou nos últimos dias e destacou também a união da bancada paraense na busca por recursos para o Estado.
A reunião da bancada foi marcada exatamente para a discussão do orçamento de 2013. Todos os anos os parlamentares de cada estado e do Distrito Federal se unem para tentar encaixar na Lei Orçamentária Anual o maior número de emendas que possam beneficiar seus estados. No orçamento de 2011, a bancada federal do Pará destinou R$ 371 milhões. Foram liberados pouco mais de 22 milhões. Em 2010 foram destinados 417 milhões e até hoje empenhados pouco mais de R$ 57 milhões.
(Diário do Pará)

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse ontem, ao DIÁRIO, que pretende se reunir no final de novembro com os prefeitos eleitos de Belém e Ananindeua, ambos do PSDB, portanto oposição ao governo federal. Ele informou que a reunião vai contar também com os atuais prefeitos – Duciomar Costa e Helder Barbalho – e com representantes do governo do Estado. Padilha disse que quer se antecipar no combate aos graves problemas que o município de Belém enfrenta no atendimento de urgência e emergência.
“Solicitei reunião imediata com os novos prefeitos eleitos, com o governo do Estado e com os atuais prefeitos para que a gente possa acelerar as ações que já estão em andamento junto com o Ministério da Saúde. Temos dois problemas graves em Belém que são o atendimento nos prontos-socorros e a retaguarda ao Hospital Metropolitano. Precisamos acelerar as ações do programa S.O.S Emergência abrindo leitos de retaguarda e colocando as UPAs 24 horas para funcionar além de reestruturar os prontos-socorros da capital”, destacou Padilha.
Padilha disse que, como ministro da Saúde, decidiu se antecipar à sucessão das prefeituras da região metropolitana de Belém, que tem duas grandes prioridades que devem ser mantidas e aceleradas. “Quero estar presente junto à região metropolitana para acelerar estas ações”, repetiu.

POLÍTICA
Alexandre Padilha evitou falar sobre a possível mudança de seu colégio eleitoral que é hoje no Pará para sua terra natal, São Paulo. Nos últimos dias vem sendo anunciado que o ex-presidente Lula tem interesse em fazer de Padilha um dos sucessores do PT no cenário nacional. A primeira estratégia seria transferir o colégio eleitoral do ministro com antecedência para facilitar a construção do nome de Padilha para o governo do Estado, em 2014.
Contra Padilha já existem dois nomes lançados em São Paulo: o do atual ministro da Educação, Aloísio Mercadante e do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho. O senador Eduardo Suplicy também cogita a possibilidade de disputar o governo paulista em 2014.
Cauteloso o ministro fez questão de frisar que seu trabalho no momento é pela saúde. “Meu foco total é na saúde. Minha dedicação é enfrentar os vários problemas que temos no país. Vou estar me dedicando cada vez mais a enfrentar os problemas da saúde do estado do Pará e algumas ações mostram que é possível melhorar, um exemplo é a abertura da UPA 24 Horas de Ananindeua que mostrou que, de cada 100 pessoas que procuraram atendimento naquela UPA, 97 não precisaram ir para o pronto-socorro”.

INVESTIMENTOS

Alexandre Padilha anunciou ontem mais R$ 1,2 milhão para a reforma do Hospital Unidade Cidade Nova VI, em Ananindeua, que também receberá novos leitos de retaguarda para dar suporte ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE). Ao todo, foram pactuados 90 leitos com a Secretaria de Saúde do Estado e do Município, sendo 50 leitos para a Unidade da Cidade Nova VI e 40 para o Hospital Galileu.
O ministro disse ainda que além desses 90 leitos, já pactuados, o Ministério da Saúde está efetivando a contratação de outros 50 leitos de retaguarda junto aos hospitais de Maradei e São Francisco. Com isso, o HMUE contará com outros 140 leitos.
Ele participou de uma videoconferência com o secretário de Saúde do Pará, Hélio Franco, com o prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho, e com representantes da saúde do município de Belém.
“Hoje, as pessoas buscam atendimento no Hospital Metropolitano, mas precisam permanecer internados por mais de 24 horas, e para dar continuidade ao tratamento, necessitamos de um número maior de leitos. A reforma é para readequar a estrutura física para que o hospital tenha condições de receber novos leitos e com isso garantir o atendimento dos pacientes que virão do Metropolitano. O recurso já está disponível para o início das obras”, garantiu o ministro.
O Hospital Metropolitano, em Ananindeua, já possui 221 leitos que garantem o atendimento à população. Para habilitação dos 90 leitos de retaguarda, o Ministério da Saúde destinará, anualmente, R$ 8,3 milhões de custeio. Esta medida visa desafogar a emergência do hospital. Conta ainda com R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos. De acordo com o Ministério, desde a implantação do S.O.S Emergências, em maio deste ano, já foi garantido ao hospital o repasse de 50% do total de R$ 3,6 milhões anuais.
(Diário do Pará)

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Quem quiser se filiar ao PT, hoje é o último dia. E aqui, o mapa eleitoral de Belém.

  • Hoje, 30 de outubro de 2012, é o último dia para se filiar no PT e ficar apto a participar do PED 2013. O PED é o Processo de Eleições Diretas do PT e só participa quem é filiado. Para isso, basta ir até o Diretório Municipal e preencher a ficha de filiação. Corra!

  • Em Belém, começa  a transição. O blog publica o mapa eleitoral de nossa cidade. Zenaldo venceu em 43 dos 59 bairros da capital. Clique na imagem para ver a votação bairro a bairro.

  • Reproduzo aqui o que disse ontem em meu twitter: Edmilson foi bravo e representou muito bem a todos os que sonham e lutam por uma Belém democrática e justa! Obrigado, camarada!
  •  No país, PT é o maior vencedor destas eleições. Em Minas, por exemplo, o PT conquistou 755 mil votos a mais que o PSDB em MG. E a mídia diz que Aécio venceu a eleição.

  • Falando em mídia, os temas  Mensalão e Apagão , que foram martelados à exaustão no período eleitoral, sumiram misteriosamente dos noticiários! 
  • A imprensa intenacional se voltou para o grande fato destas eleições:  Lula e Haddad, como informa o blog do Saraiva:

    Nos EUA, o "New York Times" e o "Washington Post" replicaram um boletim da agência Associated Press (AP). Segundo o texto da AP, "o candidato  do PT Fernando Haddad venceu facilmente a disputa pela prefeitura da maior cidade da América Latina". O jornal lembra que Haddad entrou na disputa com índices baixíssimos nas pesquisas, mas "conseguiu o cargo às custas de uma forte campanha do popular ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff".
     
    No "El País", o correspondente Juan Arias disse que, em São Paulo, apostou  em um candidato que começou a eleição com apenas 3% das intenções de voto. O jornal considerou que foi vitoriosa a estratégia de Lula de apresentar o jovem Haddad como símbolo de renovação, diante de José Serra, "com 70 anos e no final de sua carreira política".
    "Clarín" mostra derrota de Serra
     
    Para o argentino "Clarín", o que sobressai no resultado em São Paulo não é a vitória de Haddad, e sim "a devastadora derrota de José Serra".
     
    O francês "Le Monde" fez paralelo da eleição do Brasil com as eleições municipais no Chile, também realizadas no domingo. O jornal diz que, os dois eventos confirmam crescimento de partidos de centro-esquerda nos dois países.
     
    A  agência de notícias AFP afirmou que "vários analistas previam que Haddad seria derrotado por causa da repercussão do mensalão", mas que o mensalão "não fez barulho nas eleições".
     
    A emissora britânica BBC também noticiou a vitória de Haddad, e lembrou que, "apesar de ser o centro econômico, São Paulo é uma megacidade que sofre com engarrafamentos crônicos, infraestrutura inadequada e falta de segurança".
  •  Uma boa terça-feira. Hoje é a primeira sessão na ALEPA - Assembleia Legislativa do Pará, após as eleições municipais! Vamos lá! E não deixe de ler o ótimo artigo de Paulo Moreira Leite, da revista Época.
Infográfico do DOL: o mapa eleitoral de Belém.

O vencedor foi Lula (2a. Parte) Paulo Moreira Leite


Desculpem mas sou obrigado a lembrar que, na contagem de votos do primeiro turno escrevi uma nota neste blogue com o titulo: “O  vencedor foi Lula.”


O óbvio ululante, como eu dizia,  confirmou-se ontem, quando o PT conseguiu o principal troféu da campanha, que foi a eleição em São Paulo.

Há  um aspecto local nesta eleição. A escolha de um prefeito envolve preferenciais politicas e fidelidade de tipo ideológico, mas não se resume a isso.

O fator municipal pesou bastante. A rejeição à gestão de Gilberto Kassab – que o destino tirou do palanque de Fernando Haddad e colocou na campanha de José Serra – contribuiu muito. Kassab estava de malas prontas para embarcar na campanha de Haddad da forma mais discreta possível até que a entrada de Serra na campanha provocou uma mudança de rumo.

Como disse Antônio  Donato à Folha, se Kassab estivesse no palanque de Haddad teria sido difícil fazer o discurso de oposição, tão útil para a vitória.

A própria rejeição a Serra, que tem a ver com a cidade e com sua decisão de abandonar a prefeitura antes do fim do mandato, também tem elementos locais.

Há outros elementos, porém. No primeiro turno de 2012 o PT foi, na soma de todos os votos do país, o partido que mais votos recebeu, que mais cresceu no número de prefeituras.

O PSDB caiu tanto que sua maior vitória foi celebrada em Manaus, o que, do ponto de vista nacional, está longe de ser uma grande façanha.

A vitória de Lula não envolve uma questão pessoal mas um dado político. Não é só um político popular que está pedindo votos.

A presença de Lula num palanque ajuda a trazer votos porque seu governo estabeleceu um novo parâmetro para as escolhas do país.

Muitos eleitores têm uma ideia do que pode vir a ser um governo com apoio de Lula sem sequer saber quem será o candidato.  Isso é que permite o lançamento de um poste que, se for capaz de mostrar virtudes e competências próprias, pode se tornar um vitorioso.

Os avanços obtidos na distribuição de renda, seja entre as pessoas, seja entre regiões,  se projetam na memória de cada brasileiro toda vez que ele toma o caminho das urnas – e isso influi na decisão.

Este processo envolve, também, os votos obtidos por legendas aliadas. O PSB foi o segundo grande vitorioso neste pleito mas é bom recordar que ele faz parte do bloco de partidos aliados de Lula. Não podem ser contados como votos de oposição, como tantos observadores sugerem. Se há uma porção nacional nesta decisão, ela faz parte do mesmo universo.

Em pleitos passados o PT abriu mão de crescer no Nordeste para favorecer uma aliança com os socialistas – que retribuíam com o apoio integral a Lula em eleições municipais.

Embora não sejam partidos idênticos e até possam vir a se separar em pleitos futuros, até o momento o PT e o PSB se apresentaram como aliados federais separados no plano local – e é assim que se apresentam para o eleitorado.  Ninguém sabe o que o futuro reserva a estes aliados.

Mas até domingo passado, os dois partidos estavam sob a projeção de Lula, o que ajuda tornar sua vitória, ontem, ainda maior do que se costuma reconhecer.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Que Zenaldo faça uma boa administração ao povo de Belém! PT é o maior vencedor destas eleições

Como adiantei em meu twitter, reconheço a vitória do Deputado Zenaldo a prefeito de Belém. Parabenizo-o e faço votos de que realize uma administração bem sucedida pelo povo de Belém! E parabenizo também o companheiro Edmilson Rodrigues, que foi bravo e representou muito bem a todos os que sonham e lutam por uma Belém democrática e justa! Obrigado, camarada!

Nacionalmente, o  PT é o grande vencedor destas eleições, como aanalisa o jornalista Fernando Rodrigues, da Folha. E quem assistiu a Globo ontem e hoje, fica impressionado com o esforço dos comentaristas da Globo, para minimizar a vitoria do PT e de Haddad em São Paulo!

Já na nossa região, aqui na região Norte, o PT tem um enorme desafio nas eleições de 2014. Só venceu em Rio Branco, no Acre, numa eleição disputada voto a voto. E PSDB fica à frente de Manaus e Belém. Mas no geral, o PSDB perde substância e musculatura no Sul/Sudeste e permanece minúsculo no Nordeste.

Em nosso estado, aqui no Pará, o pífio desempenho na capital, foi compensado por 23 vitórias no interior! Somos o 3º partido no Pará.

Parabéns à militância petista que se engajou na campanha de Edmilson e parabéns à população de São Paulo que elegeu Fernando Haddad. Parabéns  à militância do PT em SP, aos partidos aliados, ao nosso presidente Lula e à presidenta Dilma! São Paulo é o maior trunfo do PT nestas eleições.

Um bom Recírio, boa semana e fiquem com a análise de Fernando Rodrigues, publicada no Blog do Miro.
Fernando Haddad e Lula.

Quem venceu as eleições municipais?

Descontada suas posições políticas contrárias às forças de esquerda, o jornalista Fernando Rodrigues, da Folha, costuma produzir boas análises sobre os resultados eleitorais. Sobre o pleito encerrado neste domingo, ele chegou à conclusão de que o PT foi o “partido que mais venceu disputas no grupo das 85 maiores cidades do país – o ‘G85’, que reúne as 26 capitais e as 59 cidades do interior com mais de 200 mil eleitores. Ao todo, petistas elegeram 16 prefeitos nessas cidades. Tucanos, 15. O PSB elegeu 11 e o PMDB, 10”.

Ele aponta duas marcas destas eleições. A primeira é que mais legendas protagonizaram as disputas nas metrópoles. “Como em 2008, mais partidos elegeram prefeitos no G85. Na última eleição só 11 siglas conseguiram ter prefeitos no grupo dos grandes municípios. Desta vez, foram 16”.  A outra, uma novidade, foi o crescimento do PSB, presidido por Eduardo Campos, governador de Pernambuco. “Entre as grandes legendas, esta foi a que mais cresceu: fez 6 prefeitos a mais que em 2008 (passou de 5 para 11 eleitos)”.

Já o PSDB teve pequeno crescimento, de 13 para 15 prefeitos; o PT diminuiu de 22 para 16; e o PMDB caiu de 19 para 10. Fernando Rodrigues, porém, não dá o devido destaque para a vitória de Fernando Haddad em São Paulo, a mais importante do país. Essa é a joia da coroa destas eleições. Tanto que o PT é a sigla que governará mais brasileiros. O próprio colunista da Folha reconhece esta vantagem. “Quando considerados os eleitores do G85 que os partidos governarão a partir de 2013, o PT está na frente”.

 “Os municípios em que o PT venceu concentram 15.205.854 eleitores (10,8% do total brasileiro e 29,8% das 85 grandes cidades). Esse número é 2,3 vezes maior do que a quantidade de eleitores registrados nas localidades em que o PSDB ganhou: 6.398.000 eleitores (4,5% do total nacional e 12,5% das maiores localidades). Os tucanos também ficaram atrás de PSB, que governará 7.731.426 eleitores do G-85, e do PMDB, que ficará com 7.391.104 eleitores”. Ou seja: o PT foi o grande vitorioso destas eleições. Não dá para esconder!

sábado, 27 de outubro de 2012

Na guerra das pesquisas, o que vale é a força das ruas. É Edmilson 50! E viva o aniversariante do dia, presidente Lula!

Está em plena ebulição a guerra das pesquisas. Mas eu estava hoje com Edmilson na Av. Pedro Miranda e vi a gigantesca pororoca humana em torno do nosso candidato a prefeito. 

Tenho convicção que amanhã as urnas consagrarão a vontade das ruas e do povo de Belém. 

Afinal, o povo de Belém sabe que o PSDB já fracassou na segurança e que não cumprirá as políticas públicas que tem prometido. 

Então, até amanhã, às 17 horas e até lá, vamos buscar todos os votos para Edmilson 50. 

 Uma boa votação e meus parabéns ao nosso querido presidente Lula, que está aniversariando hoje! Muita saúde e muitas vitórias ao companheiro Luís Inácio da Silva. Que também pede voto em Edmilson 50!



A força das ruas e dos aliados de Edmilson. Atividade de hoje.

Marchando juntos rumo à vitória das esquerda em Belém!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Minha solidariedade à companheira Ana Júlia que teve seu blog censurado por instigação tucana. Por que esse medo da democracia, Zenaldo?

Está censurado o blog da companheira Ana Júlia Carepa, ex-governadora do Pará. E est[a censurado, a pedido da coligação do candidato tucano Zenaldo Coutinho. A juíza Ângela Alice Alves Tuma, da 29ª Zona Eleitoral do Pará, concedeu liminar à coligação de Zenaldo e mandou tirar do blog um comentário sobre o Instituto Helena Coutinho.

Minha solidariedade à companheira Ana Júlia e meu total repúdio à coligação de Zenaldo Coutinho que, em meu entender, mancha sua biografia com tal atitude, além de dar demonstração de desespero e pavor da liberdade de expressão. É o DNA tucano presente na campanha de Belém!

Em meu twitter, fiz a denúncia:

  •  Zenaldo imita Serra e censura Blog q/ trazia informação sobre o Helena Coutinho. Do que tem medo?DNA Tucano!
  • PSDB adora proclamar ser favorável a liberdade de expressão. Na pratica só quando lhe favorece! 
  • Zenaldo confirma sua matriz autoritária e anti-democrática com esta censura ao Blog da Ana Júlia. Biografia manchada!
  • Minha Solidariedade à companheira Ana Júlia pela censura ao seu Blog pela campanha de Zenaldo(PSDB).
  • A censura ao Blog de Ana Júlia visa impedir q/ a sociedade tome conhecimento da verdade sobre o Helena Coutinho
  • Campanha de Zenaldo consegue liminar censurando Blog da Ana Júlia sobre convênio recebido pelo Helena Coutinho.

E saiba a origem da ação contra o Blog da Ana Júlia:
 
Comentarista anônimo do blog Na Ilharga desvendou mais uma mentira do candidato tucano à prefeitura de Belém.

"Igualmente é um "fosso moral " que separa Edmilson do Zenaldudu. Ontem no debate da Record, Zenaldudu teve um "piti" quando se falou do Instituto Helena Coutinho. Ele repetiu com todas as letras que NÂO RECEBIA VERBAS PÙBLICAS. Pois é. Mentira tem pernas curtas. No DOEPA de 04.10.12, pág 05 caderno 06, o Promotor de Justiça de Tutela das Fundações e Entidades de Interesse Social, Falência e Recuperação Judicial e Extra Judicial da Comarca de Belém, Dr. Rodier Barata Ataíde, está notificando a Senhora Rene Nazaré Miranda responsável legal pelo Instituto do Zenaldudu a prestar contas até o dia 30.10.12, das verbas Tanto PÚBLICAS, diga-se convênio ALEPA, no valor de R$25.000,00 quanto outras doações particulares, referentes ao ano-calendário 2011.O interessante disso tudo é que esta mesma Senhora também é responsável legal do Instituto de Capacitação Gerando Oportunidades,cujo dono é o Deputado Chicão. Este mesmo Instituto, está sendo notificado através de sua representante legal, a já referida Senhora, para na mesma data apresentar sua prestação de contas no valor de R$25.000,00, atraves de convênio firmado coma ALEPA.Como podemos ver, é uma mistura danada de Institutos com a mesma representante legal. O Cerne da questão é apenas uma: Zenaldo é um grande mentiroso."

Clique nas imagens para ler a sentença:

   

Zenaldo tem apoio de Aécio. Edmilson tem apoio da presidenta Dilma. Belém ganha mais com quem?

Zenaldo tem apoio de Aécio Neves. Edmilson tem  apoio da presidenta Dilma. Qual apoio traz mais benefícios para Belém?

Essa é a pergunta que a população de Belém fará na hora de votar.
E a resposta é Edmilson prefeito!

Boa sexta-feira e logo mais à noite, vamos recepcionar o companheiro Paulo Rocha com muita alegria. Sempre tivemos convicção da inocência do Paulo, o que foi confirmado pelo STF. Às 18 h, no aeroporto e às 19 h na Escola Salesiana do Trabalho. 

Dilma e Lula apoiam Edmilson 50!

  

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Hoje tenho agenda em Brasília sobre a Bacia do Una. Entrada do PT, Lula e Dilma e na campanha já mostram favoritismo de Edmilson. Em campanha, militância do PT!

Minha agenda parlamentar hoje é em Brasília,  juntamente com assessores da Comissão Temporária Externa sobre as Obras de Macrodrenagem da Bacia do Una. Comigo, o companheiro Alexandre, representante da Comissão de Moradores da Bacia do Una e a agenda com a dra. Esther Bemerguy, do Ministério Secretaria de Planejamento.

Durante a audiência, apresentarei relatório preliminar dos problemas encontrados ao longo dos trabalhos na falta de manutenção da Bacia do Una em Belém. Presidi a Comissão que fez diversas diligências no local, constantando a omissão criminosa do governo do Estado.

Em meu blog, em 15 de março deste ano, fiz a postagem a seguir, aqui republicada. Mais tarde ou amanhã, postarei  sobre a audiência em Brasília.

Para a militância do PT que está em Belém, mais do que nunca continuemos firmes na campanha do Edmilson. Com a entrada decisiva de Lula e Dilma na campanha, tenho a convicção que dia 28 quem leva a melhor é o povo de Belém com Edmilson50 à frente da prefeitura!

Leia a postagem do blog feita em 15 de março:

Bacia do Una: obras pela metade ou não realizadas. Quem sofre é a população


Presido a Comissão Externa da Assembleia Legislativa que fiscaliza a obra de Macrodrenagem da Bacia do Una e já fizemos duas diligências, constatando muitos problemas: obras pela metade ou não realizadas, como informei via twitter. E quem sofre é a  população,que fica no alagado e com a saúde em risco, pela falta de compromisso do governo.

 
 
 Clique na imagem para ler a reportagem do Jornal O Liberal e confira o estado da obra nas fotos de Mauro Ribeiro.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Militância do PT. Até dia 28, é campanha e aguerrida! Dilma chama voto em Edmilson

Vamos lá, militância do PT! Até dia 28 é não baixar a guarda. Dilma também está na campanha de Edmilson para prefeito de Belém!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Paulo Rocha foi absolvido. Sempre tivemos convicção da inocência do grande companheiro!

Meu companheiro e ex-deputado federal Paulo Rocha do PT/Pa foi absolvido hoje no julgamento do STF. Nós sempre acreditamos na sua inocência, sempre tivemos convicção que Paulo Rocha era inocente.

Paulo, hoje absolvido pelo STF, perdeu a eleição para o  Senado em 2010 diante de um desumano e odioso ataque a sua honra. 

Na luta, companheiro Paulo Rocha!

Quem é o candidato a prefeito de Belém pelo PSDB? Zenaldo ou Jatene?

Bom dia! Terça-feira de muito trabalho e como adiantei em meu twitter, a militância petista precisa manter a cabeça erguida e trabalhar redobrado para arrancar vitórias memoráveis neste domingo. Já temos o reforço do presidente Lula e agora, entra na campanha também o apoio da presidenta Dilma.

Ontem, ao ver o programa eleitoral do Zenaldo, fiquei em dúvida: o Prefeito vai ser ele ou o governador Jatene?  O rapaz não tem história, nem memória e muito menos trajetória. Zenaldo é uma miragem do Orly, o marqueteiro da campanha 45!

E o julgamento do mensalão pelo STF? Quais as balizas orientadoras deste julgamento? Parecem ter sido visões ideológicas! 

E observe como Ministros apresentam convicções tão antagônicas nesse julgamento do STF: de inocentes a comparados ao PCC!

Minha pergunta: pelo raciocínio de alguns ministros, os deslizes de juízes levariam a condenação do judiciário? 

Deixo pra vocês uma ótima análise sobre o mensalão e de como é falsa a viga mestra que sustenta a tese do STF. E a bela carta do Zé Dirceu!

Mais uma vez, muito bom dia! 

Raimundo Pereira demonstra que viga mestra da tese do Supremo é falsa
Raimundo Pereira, jornalista conhecido pelo rigor com que checa as informações que usa, abre a reportagem a ser publicada na sua Revista do Brasil, edição nº 64, nas bancas a partir do próximo 1º de novembro, com a afirmação de que “não houve o desvio de 73,8 milhões de reais do Banco do Brasil, viga mestra da tese do mensalão”. E parte para a demonstração dessa afirmação. 

A matéria disseca, analisa a fundo, a tese que Raimundo definiu como a “viga mestra” do mensalão. Escreve: “Essencialmente, a tese do mensalão é a de que o petista Henrique Pizzolato teria desviado de um “Fundo de Incentivo Visanet” 73,8 milhões de reais que pertenceriam ao Banco do Brasil. Seria esse o verdadeiro dinheiro do esquema armado por Delúbio e Valério sob a direção de José Dirceu. Os empréstimos dos bancos mineiros não existiriam. Seriam falsos. Teriam sido inventados pelos banqueiros, também articulados com Valério e José Dirceu, para acobertar o desvio do dinheiro público.”

A tese, segundo Raimundo, é falsa. “O desvio dos 73,8 milhões de reais não existe” e “os autos da Ação Penal 470 contêm um mar de evidências de que a DNA de Valério realizou os trabalhos pelos quais recebeu os 73,8 milhões de reais”. 

Raimundo não afirma isso por simples boa fé ou por algum interesse em livrar este ou aquele réu: no site da revista ele dá acesso a 108 apensos da Ação Penal 470 com documentos em formato pdf “equivalentes a mais de 20.000 páginas e que foram coletados por uma equipe de 20 auditores do BB num trabalho de quatro meses, de 25 de julho a 7 de dezembro de 2005 e depois estendido com interrogatórios de pessoas envolvidas e de documentos coletados ao longo de 2006”.

Segundo afirma, a auditoria foi buscar provas de que o escândalo existia de fato. Encontrou documentos que provaram o contrário. Com base nas conclusões dos auditores, Raimundo afirma que “o uso dos recursos do Fundo de Incentivo Visanet pelo BB foi feito, sob a gestão do petista Henrique Pizzolato, exatamente como tinha sido feito no governo FHC, nos dois anos anteriores à chegada de Pizzolato ao banco. E mais: foi sob a gestão de Pizzolato, em meados de 2004, que as regras para uso e controle dos recursos foram aprimoradas”.

O jornalista diz que, tendo analisado toda a documentação da auditoria, encontrou questionamentos e problemas. “Mas de detalhes. Não é disso que se tratou no julgamento da AP 470 no entanto. A acusação que se fez e que se pretende impor através do surto do STF é outra coisa. Quer apresentar os 73,8 milhões gastos através da DNA de Valério como uma farsa montada pelo PT com o objetivo de ficar no poder, como diz o ministro Ayres Britto, "muito além de um quadriênio quadruplicado”.”

Em seguida, Raimundo Pereira classifica a conclusão a que chegou o tribunal de “delírio”. Escreve: “A procuradoria da República e o ministro Barbosa sabem de tudo isso [basicamente, da conclusão da auditoria, de que a parte do FIV a que o BB tinha direito foi repassada à agência de publicidade para pagar serviços que foram comprovadamente realizados e que, no final das contas, levaram o BB à liderança no uso da bandeira Visa no Brasil]”. E conclui: “Se não o sabem é porque não quiseram saber: da documentação tiraram apenas detalhes, para criar o escândalo no qual estavam interessados”.

Viga mestra é a que sustenta a construção. Se ela é retirada, ou tem algum problema grave, a própria construção não consegue permanecer de pé.

Leia a íntegra da reportagem no site Brasil 247, clicando sobre o título A vertigem do Supremo”.


E em seu blog, diz Zé Dirceu :


Mais uma vez, a decisão da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal em me condenar, agora por formação de quadrilha, mostra total desconsideração às provas contidas nos autos e que atestam minha inocência. Nunca fiz parte nem chefiei quadrilha.

Assim como ocorreu há duas semanas, repete-se a condenação com base em indícios, uma vez que apenas o corréu Roberto Jefferson sustenta a acusação contra mim em juízo. Todas as suspeitas lançadas à época da CPI dos Correios foram rebatidas de maneira robusta pela defesa, que fez registrar no processo centenas de depoimentos que desmentem as ilações de Jefferson.

Como mostra minha defesa, as reuniões na Casa Civil com representantes de bancos e empresários são compatíveis com a função de ministro e em momento algum, como atestam os testemunhos, foram o fórum para discutir empréstimos. Todos os depoimentos confirmam a legalidade dos encontros e também são uníssonos em comprovar que, até fevereiro de 2004, eu acumulava a função de ministro da articulação política. Portanto, por dever do ofício, me reunia com as lideranças parlamentares e partidárias para discutir exclusivamente temas de importância do governo tanto na Câmara quanto no Senado, além da relação com os estados e municípios.

Sem provas, o que o Ministério Público fez e a maioria do Supremo acatou foi recorrer às atribuições do cargo para me acusar e me condenar como mentor do esquema financeiro. Fui condenado por ser ministro.

Fica provado ainda que nunca tive qualquer relação com o senhor Marcos Valério. As quebras de meus sigilos fiscal, bancário e telefônico apontam que não há qualquer relação com o publicitário. 

Teorias e decisões que se curvam à sede por condenações, sem garantir a presunção da inocência ou a análise mais rigorosa das provas produzidas pela defesa, violam o Estado Democrático de Direito. 

O que está em jogo são as liberdades e garantias individuais. Temo que as premissas usadas neste julgamento, criando uma nova jurisprudência na Suprema Corte brasileira, sirvam de norte para a condenação de outros réus inocentes país afora. A minha geração, que lutou pela democracia e foi vítima dos tribunais de exceção, especialmente após o Ato Institucional número 5, sabe o valor da luta travada para se erguer os pilares da nossa atual democracia. Condenar sem provas não cabe em uma democracia soberana.

Vou continuar minha luta para provar minha inocência, mas sobretudo para assegurar que garantias tão valiosas ao Estado Democrático de Direito não se percam em nosso país. Os autos falam por si mesmo. Qualquer consulta às suas milhares de páginas, hoje ou amanhã, irá comprovar a inocência que me foi negada neste julgamento. 


São Paulo, 22 de outubro de 2012

José Dirceu

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O S de Segurança em Belém é um deboche e uma tragédia: população está abandonada na capital e em todo o Pará!

Quem ouviu rádio, viu tevê, entrou na internet ou leu os jornais impressos em Belém hoje, constata que o "s" de Segurança na campanha do Zenaldo é um deboche com a população de Belém, da Região Metropolitana de Belém e todo o Pará. Porque é jutamente na área de segurança que reside um dos maiores fracassos do PSDB de Jatene, de Zenaldo. E a barbárie está instalada em Belém e no Pará!

A insegurança é total na Grande Belém: oito pessoas morrem durante a madrugada de domingo para segunda na Região Metropolitana de Belém. Mulher morre a pauladas. Jovem executado no meio da rua.

Como disse em meu twitter, a ausência do Estado transforma municípios em "barris de pólvora", com a população lançando mão das próprias leis para se defender! E não há uma estratégia, um plano para cuidar da segurança da população. Com esse retumbante fracasso, como o PSDB quer governar Belém?

O ProPaz, que é o Programa Social no ideário tucano, na verdade se mostra como compensações cirúrgicas aos efeitos do neoliberalismo. E até o propalado sucesso do ProPaz é mínimo: em dois anos, apenas 2 mil beneficiados.


Para saber mais de como a insegurança é geral e como a população está abandonada, clique no linque leia o que diz a competente jornalista Ana Célia Pinheiro em seu blog Perereca da Vizinha:

O Pará que Jatene faz: Conselho Penitenciário pede medidas urgentes contra caos na penitenciária feminina de Americano. Há infiltrações, esgoto a céu aberto, lixo por todo lado e proliferação de ratos e insetos. Cela onde cabem 40, abriga 88. Vinte grávidas não têm assistência adequada e algumas até dormem no chão. Comida foi reduzida em 24% e falta até modess.


É para colocar Belém no rumo certo, que Lula pede à população de Belém que neste segundo turno vote em Edmilson 50.