A sessão especial sobre Terminal Hidroviário de Belém

Fiz minhas recomendações e externei minhas discordâncias com a opção do governo Jatene sobre o abandono do Terminal Hidroviário.

Belém precisa é de mais portos. Fotos: Mauro Ribeiro

No debate ontem durante a sessão especial sobre o Terminal Hidroviário de Belém,  apresentei Laudo de Vistoria da SEMA, Ofício da Caixa Econômica acerca das questões financeiras da obra, Ofício da Marinha dando plenas condições de operacionalização da obra, Relatório do MPE em que dá conta da situação de abando a que se encontra o projeto quase 2 anos após a inauguração em 23 de dezembro de 2010 e a determinação do MPF para que Jatene colocasse em funcionamento o terminal, além de argumentos outros, que demonstram a falta de vontade do Governo atual em  fazer funcionar o Terminal. Ressaltei o fato que Belém tem grande deficiência de áreas com qualidade para atendimento da população e para o transporte de cargas.

O representante do Governo do Estado,Sr. Abraão Benassuly Neto, manteve sua posição em não botar para funcionar a obra, alegando problemas técnicos na largura do pier e que o local já teria sido anunciado a sua transformação em centro para atendimento de pessoas com deficiência.

O Sindicato dos Arrumadores informou que o Porto de Belém está sucateado e que o governo do Estado não está dando a devida atenção ao transporte aquaviário. Alertou que o governo deveria fazer um levantamento da situação dos portos em que cargas e passageiros são tratados da mesma forma.

Minhas recomendações - Na minha opinião e a externei durante a sessão especial, mesmo com as considerações técnicas do Presidente da Cia de Portos, Dr.Benassuly, acerca do Terminal Hidroviário e diante da frágil situação porque passam os portos improvisados em nossa cidade, o governo deveria repensar e fazer mudanças na função social deste prédio. 

Ressaltei que Belém precisa é de mais portos desse tamanho e inclusive maiores do que este que, diga-se de passagem, tem projeto de expansão para um pier de 300 metros que contemplaria carga e passageiros. Em meu entender, seria razoável que o governo construísse um na Praça princesa Isabel no bairro da Condor e outro em Icoaraci. 
 
Presentes à sessão especial que debateu o Terminal Hidroviário de Belém: Sr. Abraão Benassuly Neto, Representante do Governo do Estado do Pará e Presidente da Cia. de Portos do Pará; Sra. Ana Paulo da Agência Nacional de Transportes -ANTAC; Sra. Francisca Lúcia da Secretaria de Meio-Ambiente -SEMA; Promotor Marco Aurélio Nascimento, representando o Ministério Público Estadual-MPE; Procurador Alan Mansur, da Procuradoria Federal e Sr. Nazareno Ribeiro do Sindicato dos Arrumadores.

Sobre o descaso do governo Jatene diante do Terminal Hidroviário, comentei em meu twitter: 

  • Opções político- administrativas revelam caráter e lógica de 1 governo. O do PSDB prefere o espetáculo a necessidade do povo. Tenho discordâncias com a opção tomada pelo Governo. A população terá que continuar esperando não sei por quanto tempo por dignidade!
  • Segundo Gov. do Estado, investimentos de 23 milhões previstos na segunda etapa é que o levaram a desistir do Terminal de Passageiros. É o mesmo Gov.Jatene que decide realizar obra faraônica de 150 milhões no Parque do Utinga, que desiste de Terminal por 23 milhões.
  •  obras de ampliação do píer de 30 para 300 metros e construção de passarela p/ cargas fizeram Governo Jatene desistir do Terminal Hidroviário.

  • Recomendei ao Governo Jatene o envio para a Alepa do projeto de adequação da obra do Terminal para nova finalidade! 
  • Recomendei 2 equipamentos públicos adequados para atendimento à demanda de transbordo de passageiros e cargas na Região Metropolitana de Belém. 
  • Esses dois equipamentos cumpririam a função de servir como transporte municipal e se localizariam em Icoaraci e Praça Princesa Isabel.
  • Já com a modernização do Terminal da CDP teríamos um sistema público com pelo menos 3 equipamentos dignos a serviço da população.

Comentários

Anônimo disse…
Dep Bordalo, não esquenta mais com o terminal hidroviario, ja deram outra dinheirama pra tucanalha fazer outro em outro lugar e brincar de gastas ate a reeleição do jajaflex, isso é demais, ve se ajuda impedir que a tucanalha alastre belem tambem.