Paulo Rocha vai ser senador

No último dia 27/04, o Supremo Tribunal Federal acatou o recurso impetrado pela candidatura do companheiro Paulo Rocha e o ministro Dias Toffoli, com base no enquadramento da Lei da Ficha Limpa pela Constituição brasileira, portando não valndo para as eleições do ano passado, decidiu que Paulo poderá, em alguns dias, ocupar a segunda vaga do Pará no Senado, substituindo a ativista do PSOL, Marinor Brito, quarta colocada na disputa e que apostava na lentidão da Justiça e na complexidade do processo que envolve Jáder Barbalho para "empurrar com a barriga" sua permanência na Câmara Alta, o que é completamente ilegítimo.

Assim, o voto de mais de 1,7 milhão de paraenses vai ser reconhecido e valorizado, com uma representação já testada e aprovada em defesa do Pará, através de uma liderança das mais importantes e respeitadas do nosso estado em cenário nacional.

Sem dúvida, mesmo que por certo período, o Pará merece ter Paulo Rocha como seu senador.

Comentários

Anônimo disse…
Bodalo, a situação das cianças e adolescentes, em Abaetetuba, está horrivel, em 60 dias, cerca de 12 jovens, foram estupradas. Um Absurdo.
Paulo Sena
Anônimo disse…
será? DUVIDO MUITO QUE A VONTADE DO POVO SEJA RESPEITADA, JÁ QUE A HISTÓRIA DO PT É DE ESBARRAR SEMPRE COM GRANDES PEDRAS POR ESSE CAMINHO. CASO SEJA VERDADE ESPERO QUE O COMPANHEIRO AJUDE A DILMA A PENSAR O QUE É MELHOR PARA O ESTADO.
Arminio Cunha disse…
Penso se os votos forem proporcionalmente a fortuna gasta na campanha eleitoral de 2010,então é baixa a representatividade da maioria dos nossos políticos e respectivamente ao seu grupo político,com raras exceções.

A diplomação de um parlamentar paraense é uma verdadeira indulgência, tem que haver uma reforma nesse sistema eleitoral com urgência para que, o povo possa ser de fato representado.
Anônimo disse…
Deputado,
Só para complemento do 1º anônimo, Abaetetuba que foi dada atenção pela ex-governadora, a cada dia está indo de mal a pior no governo do Lorota. Todos os serviços colocados pela governadora estão se acabando por falta de atenção do estado, pasme o IML que foi colocado com tanto empenho tende a fechar com a retirada de veículos de remoção, funcionários, falta de pagamento dos médicos e auxiliares, etc. Então deputado não deixe que isso aconteça com o povo daquela região que por décadas sofreram com a falta de assistência do estado.