Sobre a CPI da Assembleia Legislativa

Tenho lido e ouvido algumas opiniões sobre a conveniência ou não da abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Assembleia Legislativa do Pará para investigar as denúncias de um sistema de corrupção, montado desde 1993 e que vem ao longo deste período subtraindo as verbas públicas e, constitucionalmente, destoando o bom funcionamento da representatividade popular no Pará.

Alguns dizem que a CPI só serviria para “palanque de alguns deputados”, outros afirmam que a investigação já vem sendo feita, derrubando a hipótese de instalação da CPI, o que na verdade se transformaria num ato inócuo.

Vale lembrar que uma Comissão deste porte tem papel investigativo e sem limites. Por isso, é o único instrumento capaz de investigar até a origem este esquema que, como já disse anteriormente, assumiu características de um câncer. Além disso, a CPI tem o papel reformador, no sentido de produzir recomendações que terão peso numa reconstrução de novas bases do Poder Legislativo Estadual.

Comentários

Anônimo disse…
Mete ficha neles companheiro, pois pprecisamos de representaçoes que nos defenda.