Inovação jurídica revela gravidade da crise na ALEPA

Não deixa de ser uma inovação técnica, capaz de surpreender até grandes jusristas paraenses, como o Dr. Zeno Veloso, ou o próprio presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos, que revela a gravidade do problema, mas é fato que o juiz Elder Lisboa da Costa determinou, ontem, a quebra do sigilo bancário da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), de um órgão público, pela primeira vez na história. A decisão foi dada em ação movida pelo Ministério Público do Estado (MPE), que apura o escândalo dos servidores fantasmas .

Agora o Banpará tem 15 dias de prazo para fornecer todas as informações da movimentação em conta corrente da folha de pagamento de janeiro de 1994 até hoje. Na prática, serão investigadas dos ex-presidentes da Casa Bira Barbosa (PSDB) do atual Chefe da Casa Civil Zenaldo Coutinho (PSDB), deputado federal Luís Otávio Campos (PMDB), Martinho Carmona (PMDB), senador Mário Couto (PSDB), Domingos Juvenil (PMDB) e agora Manoel Pioneiro (PSDB), atual presidente.

Vamos apurar tudo e repaginar a imagem e a história do Poder Legislativo, para restituí-lo de legitimidade e credibilidade de representante da sociedade paraense. Para isso, é muito bem vinda a contribuição do Congresso Nacional, que formou uma Comissão Externa para acompanhar a crise na ALEPA, integrada pelos deputados Cláudio Puty, Francisco Praciano (PT/AM), que coordena a Frente Parlamentar de Combate à Corrupção da Câmara, o delegado e deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB/SP) e Jean Willis (PSOL/RJ). Eles chegam na semana que vem e toda a ajuda neste momento para colocar à luz essas distorções no funcionamento do parlamento é fundamental.

Comentários

Anônimo disse…
Puty demogog quer aparecer a qualquer justo e gozar com pau dos outros
Anônimo disse…
o Puty tem é que cuidar do mandato dele que as investigações da SEMA vão levar ele a julgamento no Supremo.
Anônimo disse…
Puty na rádio "caso da Alepa já nacionalizou"..
Conversa, oportunista sacana
Anônimo disse…
Vão pegar toda essa quadrilha. PSDB e PMDB se afogando juntos na lama da corrupção.
Anônimo disse…
haha todos os adversários do PT entrando pelo cano: Mário Cotoco, Parsifal (que tem que ficar caladinho), Zenaldo êta poa!
Anônimo disse…
Deputado Bordalo, somente para suas investigações, informo que a Sra. Maria Genuina Carvalho de Oliveira (Geni), da ALEPA, é unha e carne com o Sr. Haroldo Martins, tendo ambos saído dos quadros do Banpará. O Haroldo Martins como vereador e a Genuina como sua servidora na Câmara Municipal. De lá prá cá, só Deus sabe!
Arminio Cunha disse…
A maratona do revezamento entre os partidos PSDB e PMDB pelo poder da presidência da ALEPA, deixa claramente explicito a gravidade do rolo que, esses dois partidos estão envolvidos.
E se nos outros poderes a coisa forem nas mesmas proporções, vai ter que ter Promotoria e Juizado especial capacitado para investigar os tribunais de contas, para que a república não cai na desgraça.