CPI do Tráfico Humano: Deputados em consenso

18 deputados concordaram com a proposta de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o tráfico humano no Estado do Pará. O pedido foi solicitado pela bancada do Partido dos Trabalhadores e protocolado esta manhã na Assembleia Legislativa. Nossos colegas de plenário foram sensíveis a causa e assinaram o pedido de instalação da CPI que deve ser votado ainda esta semana. Amanhã, o número de assinaturas deve aumentar, já que outros parlamentares também estão de acordo com a CPI.

Nosso pedido de formação da CPI baseia-se na recente operação das Polícias Civil daqui e de São Paulo que desmantelou um esquema de tráfico de pessoas para exploração sexual, no centro da capital paulista, ao encontrar em duas pensões cerca de 70 travestis, sendo que a metade nasceu no Pará, e que inclusive, estão voltando para suas casas. A descoberta ocorreu por acaso, quando os investigadores buscavam um garoto de 17 anos desaparecido da casa dos pais em Belém (PA), em 27 de dezembro do ano passado.

Este é um fato determinado que não pode ficar sem ações do Poder Legislativo. E é uma demonstração de que estamos honrando nosso estado, batendo de frente com alguns dilemas, como foi o trabalho da CPI da Pedofilia. Vale lembrar que foi a CPI da Pedofilia que identificou no bojo das investigações algumas rotas de tráfico de pessoas. Por isso, é fundamental que a Assembleia Legislativa assuma esse papel, para ao menos reduzir ou acabar com tantas coisas que falam do estado do Pará, como o tráfico para o Suriname e mulheres escravizadas em situações de negação dos direitos humanos.

O que mais me entristece é que essas denúncias são antigas, várias teses de universidades já comprovaram este estrago da nossa juventude. Também sabemos de muitos casos que foram denunciados na CPI da Pedofilia. São aliciadores envolvidos que merecem estar na prisão.

Vamos tomar a frente desta situação e contar com o apoio da delegada Chritiane Lobato, diretora da DATA (Divisão de Atendimento ao Adolescente) para combater esta rede de tráfico de pessoas e de prostituição espalhado pelo Brasil.

Comentários

Anônimo disse…
Deputado parabéns pela bela iniciativa. Pobres desses meninos, sem perspectiva, vitimas da pobreza e do preconceito na própria casa...
Anônimo disse…
pobre Pará que não cuida da juventude. O que pretende colher daqui a 5, 10 anos?
Anônimo disse…
Boa iniciativa Bordalo. Se compromisso com as causas da juventude é real, vais no fundo dos problemas mais graves.
Anônimo disse…
Vai sair muito coelho desse mato, tão ou mais feios que os da exploração sexual infanto-juvenil, pode apostar.
Anônimo disse…
Legal! Torço que pra dessa vez o senhor seja o relator, pra fazer um trabalho sério e não o pirotecnismo que o Jordy fez pra ser alçado à malandragem federal
Anônimo disse…
Bordalo com o Jordy emplacando uma CPI parecida na Câmara o trabalho pode ser quente, ainda mais com dois paraenses comprometidos como vocês. A CPI da pedofilia só andou porque ele relatou e tu foste o proponente.
Anônimo disse…
Deputado bordalo,
eu acompanho seu mandato de perto e vejo que tem muitos temas interessantes, como segurança, exploração sexual, trãnsito, agora esse lance do tráfico de pessoas travestis, trabalho pros jovens, mas acho que sr cuida pouco da mobilização social e principalmente de ter uma assessoria com gente que não só seja rato de telefone mas que consiga formular e ser interlocutor respeitado por tantos movimentos e organizações que se articulam nessas pautas.
#ficaadica
Anônimo disse…
Pq o sr não faz igual na camara federal e lança uma frente parlamentar e/ou uma comissão de juventude na alepa?