Atrasos no Bolsa-Trabalho. Crime conta o desenvolvimento

Enquanto o governador Simão Jatene paga um valor elevado de aluguel para residir - mais de 300 mil reais! - os jovens de baixa renda, de mais de 70 municípios paraenses, que deveriam ser beneficiados pelo Programa Bolsa-Trabalho estão sem receber o benefício desde dezembro. Um projeto de alta sensibilidade social, voltado a incluir jovens sem renda ou desempregados no mundo do trabalho, uma opotunidade para ajudarem seus pais, sustentarem suas próprias famílias, ter chance na vida e um pouco de diversão, que os filhos dos mais ricos possuem, é tratado dessa maneira, com descaso.

O governador Simão Jatene, a despeito de sua conhecida insensibilidade para o social, como bom tucano neoliberal, talvez não tenha percebido também que o debate sobre os jovens hoje é econômico. O Brasil e o Pará nunca tiveram tantas pessoas de 15 a 29 anos em seu contingente populacional. Investir neles é fazer a economia crescer, é ter mais mão de obra, equilibrar a Previdência Social e mudar a cara da sociedade, com menos pobreza. É PIB!

No governo do PT, o Bolsa-Trabalho já tinha alcançado mais de 60 mil jovens, colocando 15 mil no mercado de trabalho formal, com carteira assinada. Por isso recebeu o prêmio Melhores Práticas Inovadoras, do Ministério do Desenvolvimento Social e foi considerado o maior programa de capacitação de jovens da América Latina. Durante a crise econômica, em vez de reduzido, foi "bombado" em 81 milhões, porque Ana Júlia tinha visão estratégica.

O pagamento das bolsas em atraso desde dezembro, mina seus possíveis resultados e a credibilidade da iniciativa perante os jovens e suas famílias e comunidades, ou seja, milhares de jovens que estavam avançando socialmente, com certeza já estão mais vulneráveis para a criminalidade. Lamentável.

Comentários

Carlos disse…
Isso já era previsivel, tratar do social nunca foi uma prática tucana, o que eles sabem fazer é superfaturar obras com o dinheiro público. Esta denuncia tem que ser encaminhada ao ministério público para que tome as devidas providências, pois o Bolsa Trabalho é Lei e foi incluído no orçamento de 2011. Fique atento D
Deputado. não deixe o Bolsa Trabalho acabar.
Anônimo disse…
Não era o que o povo queria agora, peia neles ha! ha! ha!
quando apresentamos trabalho esse mesmo povo sendo os mais beneficiados nos trataram como JUDAS.
É assim que se faz JATENE, VÇ É BONZIM, BONZIM. Agora quero ver a cara de satisfeito de uma maioria de professores que pelo andar da carruagem vão ter suas cargas horarias reduzidas, foram tantas as vantagens que em toda uma vida desse oficio viemos gozar agora, com o pessimo governo passado como dizem os judas. Fazer o que por causa de alguns todos pagam. Lembrando que, eu vi nego que recebia bolsa trabalho fazer campanha contra a mãe da criança, e fazer campanha a favor do home, aí. tá besta sô.
Anônimo disse…
Dep. isso é mais uma prova que daqui há 4 anos tudo o que havia sido construido não se conseguirá mais visualizar. Infelizmente os nossos sindicatos e associações estão todos desidratados ou desestimulados, graças aquele núcleo duro de governo popular(José Júlio, Fernando Moraes e CIA), esperamos que você consiga resgatar com seu espírito otimista aqueles que sempre lutaram para ver dias melhores. Lembre-se que 2012 está se aproximando.
Anônimo disse…
senhor governador quando o senhor precisa corre pra gente ne mais agora que estamos precisando do beneficio do bolsa trabalho que a governadora ana julia carepa nos solicitou o senhor da um jeito de acabar com ele muito bem so quero que o senhor se lembre que a procima eleição esta chegando, agora me responda o senhor tem certeza que ainda quer se eleger muito obrigado pela tristeza que o senhor me faz passar.
Anônimo disse…
sim deputado vc estar com toda razão.mais para chamar atenção do jateme é só todos nós fazermos um consentração e ele tem que nos ouvir