Queremos é saber de trabalho.

Para quem gosta de crise artificial (leia nota abaixo), publico trechos de postagem do Dr. Cláudio Puty, no blog dele, sobre os termos em que acertamos nosso time para vencer em 2010:

"Everaldo Martins foi recebido ontem à noite pela governadora Ana Júlia para conversarmos, os três, sobre a transição da Casa Civil, já que os secretários candidatos saem dia 1º de março, antecipando em um mês o período de desincompatibilização(...)

superada a fase crítica de desgates, em especial pelo contigenciamento de verbas devido à crise financeira internacional, o governo hoje mostra os sinais de franca recuperação (...)

A vinda de Everaldinho é um sinal claro de repactuação com a pluralidade petista no governo, como era o desejo da governadora e do núcleo de gestão, do qual faço parte (...)"

O resto é tentar explorar intriga e desestabilizar as esquerdas visando as eleições de outubro.

Comentários